Você está aqui:Página Principal>A Folha do Omnibus (Índice Geral)> A Folha do Omnibus 82 

Conheça nosso parceiro Canalbus

Número 82 - Ano 12 -  04 de fevereiro de 2004

   

www. omnibus.hpg.com.br

Produção: Osvaldo Teodoro Born.

É permitida a reprodução das informações e fotos desde que citada a fonte.

Endereço para contato: Rua Adolfo Stedile, 353 - Bom Retiro - Curitiba - Paraná - Brasil - CEP 80520-540 

Endereço eletrônico: omnibusdobrasil @ yahoo.com.br 

Telefone: (41) 9621-0711 (celular)  

Colaboram nesta edição: 

ACAV

Anderson Vianna Tavares

André Corrales

DaimlerChrysler

Diogo Vieceli

Expresso Princesa dos Campos

Fetranspor

Foco Editorial

 

Frota & Cia

Jornal A Tarde

Jornal O Globo

Leandro Stein

Scania

Secco Consultoria em Comunicação

Viação Graciosa

Willian Correa

  

  EDITORIAL

Amigos e Associados do Omnibus do Brasil: 2004 já nasce com novidade nas estradas. O novo chassi para ônibus rodoviário Volkswagen 18.310OT vem tentar junto ao transporte de passageiros o mesmo sucesso que o caminhão Titan de estrutura similar alcançou em seu segmento. Se depender da Pluma Conforto e Turismo o modelo deve logo se destacar em termos de números pois ela foi a compradora do primeiro grande lote, composto de nada mais nada menos que 100 unidades. Outra novidade para o início deste ano é a entrada em vigor de nova legislação sobre emissão de poluentes por veículos de transporte que exige que os fabricantes de ônibus e caminhões tenham disponíveis motores eletrônicos em suas linhas. Em destaque na edição CORRESPONDÊNCIA desta edição o pedido da Viação Graciosa (Curitiba PR) quanto a peças para poder recuperar e manter um antigo Nielson Diplomata da frota. Poucas empresas, ainda, tem a consciência quanto à necessidade de preservação de sua história que não se resume a fatos e livros mas passa também por veículos pioneiros das frotas.Um abraço a todos e boa leitura e até a próxima edição em março.  Osvaldo Teodoro Born - Presidente do Omnibus do Brasil

PRÓXIMA EDIÇÃO

Após 05 de março de 2.004

QUADRO DE AQUISIÇÕES

Envie por carta ou e-mail informações de aquisições de ônibus na sua região observando os itens abaixo:

* NOME DA EMPRESA (quando possível completo)
* CIDADE SEDE (e onde os veículos irão operar quando possível)
* NÚMERO TOTAL DE VEÍCULOS ADQUIRIDOS (quando disponível)
* TIPO DOS VEÍCULOS (urbano, intermunicipal ou rodoviário)
* CATEGORIA OU SERVIÇO (fretamento, linhas regulares, linhas especiais, serviço leito)
* PREFIXOS DOS VEÍCULOS: devem CONTER NO MÍNIMO UM DOS PREFIXOS DO LOTE, sem esta informação nenhum dado será publicado nesta seção
* MARCA E MODELO DA CARROCERIA, número de portas 
* MARCA E MODELO DO CHASSI (se não for identificado o modelo informar no mínimo se é motorização dianteira, central ou traseira).
* OUTRAS OBSERVAÇÕES (ar condicionado, tipo de vidros)

Envie, se possível, uma foto POR CARTA da aquisição. Seu nome constará como colaborador da edição.


Empresa / Sede Quantidade Carroceria Marca/Modelo Chassi Marca/Modelo Prefixos Vistos Detalhes
Expresso Azul (Pinhais PR) nd Marcopolo Torino 99 Articulado 4 Portas Volvo B10M 17R64 (ALL 7010), 17R65   (ALL 6995), 17R66 (ALL 6990), 17R67 (ALL 7013), 17R68 (ALL 7012), 17R69   (ALL 6989), 17R70 (ALL 7014), 17R72 (ALL 7017) Categoria Troncal Metropolitano
Auto Viação Curitiba (Curitiba PR) 01 Comil Svelto NS Articulado 4 Portas  Scania F94 (aut) LR 102 (ALI 7434) Categoria Interbairros
Viação Marumbi (Curitiba PR) 01 Marcopolo Torino 99 3 Portas Mercedes Benz OF1721 28.031 Categoria Metropolitano Convencional

 

Jodi Itapeva Transportes (Itapeva SP) 05 Marcopolo Senior 2000 Volkswagen nd 2003, 2013, 2023, 2033,  2043 Fretamento e Turismo

         INFORMAÇÕES SOBRE TERMINAIS, LINHAS, FROTAS E REMANEJAMENTOS           

INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES  - Na edição anterior publicamos as aquisições da Auto Viação Nossa Senhora da Luz (Curitiba PR) e agora fornecemos as placas dos novos veículos: CN011 -  ALJ 8226, CN012 - ALJ 8237, CN013ALK 2034, CN014  ALK 2018, CN015 - ALK 2443, CN016 - ALK 2436, CN017 - ALK 2448, CN018  ALK-2029, CN019 - ALK 2023, CN020 - ALK2047 (primeiro micro do sistema com caixa de itinerário digital excetuando os executivos do Aeroporto). Na Auto Viação Agua Verde (Curitiba PR) chegou o novo Urbanuss divulgado na edição anterior cujos dados são: JC151  - ALK 2015.

RÁPIDO D´OESTE - A DaimlerChrysler comercializou cinqüenta ônibus Mercedes-Benz para a Rápido D' Oeste, empresa permissionária do transporte coletivo de Ribeirão Preto (SP). O modelo negociado foi o chassi OF 1417 com motorização eletrônica, que recebeu a carroçaria Marcopolo Viale de 2 portas. Com essa aquisição, a frota da Rápido D' Oeste, conta agora com 180 ônibus, sendo quase 50% de ônibus eletrônicos.Os novos ônibus entraram em operação recentemente atendendo os usuários das linhas urbanas nos bairros de Bonfim Paulista, Sumaré, Delboux, Jardim Paulista, Campos Elíseos, Jardim Marchesi, Lapa, entre outras localidades. Todos os modelos contam com poltronas estofadas, piso emborrachado, lixeiras no corredor, além de rádio-comunicadores, permitindo a comunicação com a central de operações da Rápido D' Oeste e a Polícia Militar. Veja outra foto do veículo na edição 80 da A FOLHA DO OMNIBUS.

PLUMA LANÇA FOLDER DOS NOVOS ÔNIBUS - Junto com os novos ônibus, 100 carrocerias sobre o recém-lançado Volkswagen 18.310OT a Pluma lançou um folder "Seu caminho acaba de ficar muito melhor" divulgando o novo serviço e a nova identidade visual da Pluma Internacional.

RODONOTAS

CIFERAL VAI GERAR 400 NOVOS EMPREGOS - A Ciferal, fabricante de carrocerias de ônibus controlada pela Marcopolo S.A., assinou no dia 8 de janeiro convênio com o Governo do Estado do Rio de Janeiro, que vai proporcionar a abertura de 400 novos postos de trabalho. A empresa será beneficiada pelo Programa de Atração de Investimentos Estruturantes, RIOINVEST, que conta com recursos do Fundo do Desenvolvimento Econômico e Social (FUNDES), administrado pela Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado do Rio de Janeiro (Codin). Simultaneamente ao aumento do quadro de pessoal e em continuidade ao programa iniciado em 2003, a fábrica, localizada em Xerém (RJ), será transformada em centro exclusivo de produção de ônibus destinados ao transporte de passageiros em centros urbanos. 

MWM FORNECE MOTORES PARA NOVO CHASSI AGRALE - A MWM Motores Diesel iniciou o fornecimento do motor MWM 4.10 TCA para mais um lançamento da Agrale: o chassi para microônibus MA 9.2. O propulsor MWM 4.10 TCA, 4,3 litros, tem potência de 145 cv a 2.600 rpm e equipa o novo chassi desenvolvido para aplicação urbana. A MWM tem 97% de participação na produção de veículos da Agrale fornecendo os motores MWM da Série 10 e Série Sprint, equipando os chassis para ônibus e caminhões da marca.

SITE DEONIBUS.COM DESTACA NOVOS URBANOS EM GUARATINGUETÁ - O Informativo Ônibus editado por Antonio Ferro destacou recentemente as alterações no sistema de transporte coletivo urbano de Guaratinguetá (SP). Em janeiro foi lançado o TUG, Transporte Urbano de Guaratinguetá, elaborado por uma comissão da prefeitura. A pintura das empresas seguirá o padrão do sistema, o que é inédito na região. Entre as principais mudanças aplicadas pelo sistema, estão as linhas que foram concedidas às empresas em dois pacotes distintos. Seria como se a cidade fosse dividida ao meio, designando à cada empresa uma das partes. Além da mudança na pintura das empresas, o contrato de concessão (15 anos), define ainda que estas serão responsáveis pela construção de um terminal urbano, e partir da inauguração do deste, entrará em operação a integração da passagem, isto é, paga-se uma passagem e à partir do terminal é possível embarcar em outros ônibus sem que seja necessário o pagamento de outra. Atuam na cidade duas empresas: São José e Pássaro Marron. Para a São José, que adquiriu 20 novos ônibus (Comil e Caio), a operação no sistema é novidade, pois em todas as outras cidades onde a empresa atua não existe este formato de transporte. Já para a Pássaro Marron, seria mais um 'tabú' pelo fato de existir a necessidade de aplicar na frota outra pintura, diferente do padrão da empresa. 

Maiores informações e fotos sobre as mudanças em Guaratinguetá (SP) no site www.deonibus.com.

ESPECIAL

A estrela cadente 

                                                                                        Por Rogério Louro e Jason Vogel

Foto: Arquivo

   Materia publicada originalmente no Jornal O Globo 

   Caderno CARRO - pág 8 de   31.12.2003  

 

 

A paisagem da Dutra nunca mais será a mesma quando eles saírem de cena, daqui a uns dois anos. Com carroceria de alumínio rebitado, vincos em profusão e pintura azul e creme, os Flecha Azul, da Viação Cometa, são os ônibus mais distintos da estrada. Têm tanta tradição que há fãs inconformados com sua paulatina substituição por modelos modernos. Mas os tempos são outros e já não permitem o luxo de fazer uma carroceria exclusiva, com ares dos anos 50. É... Há quem não ligue para o charme e a personalidade dos velhos Cometa e prefira televisão e ar-condicionado a bordo.

O Flecha Azul surgiu em 1983 como substituto do modelo Dinossauro, mas conservando o estilo Coach Greyhound. Traduzindo: um desenho inspirado nos ônibus americanos da década de 50.

Em 2000, porém, ele ligou o pisca para entrar na rota da extinção, quando a Cometa decidiu lançar uma carroceria maior e sem appeal (batizada de CMA). E, heresia, o novo modelo introduziu o uso de terceiro eixo nos ônibus da empresa.

— A opção por dois eixos era uma forma de evitar que o passageiro do Flecha Azul sofresse com os buracos das estradas — lembra Jorge Califrer, pesquisador da história de ônibus e caminhões.

Agora, um ônibus como os outros

A aposentadoria ganhou ritmo mais acelerado no ano passado. A Viação 1001 comprou a Cometa e vem tirando da linha os Flecha Azul remanescentes — que agora fazem a rota Rio-São Paulo usando o nome da subsidiária Expresso do Sul. Eles estão sendo substituídos por ônibus com carrocerias feitas em um encarroçador independente (Marcopolo), nada diferentes das usadas por outras empresas.

— Buscamos oferecer veículos mais modernos e mais confortáveis aos passageiros. Sabemos que alguns mais saudosistas sentirão a mudança — explica Ivan Comodaro, diretor da Cometa.

Com isso, os chassis também deixaram de ser da Scania, fornecedora exclusiva da Cometa desde 1961. Agora, vale a lei do mercado, e a Mercedes-Benz passou a fornecer chassis para a empresa.

— O estilo e as cores dos ônibus eram únicos e os Cometa eram reconhecidos em qualquer estrada — lamenta Osvaldo Born, presidente do Omnibus do Brasil, clube que reúne aficionados por ônibus.

A nova pintura é mais enfeitada. As janelas corrediças deram lugar a vidros fixos, para o ar-condicionado, e os bancos já não são forrados de couro bordô.


Morubixaba nasceu nos Estados Unidos

O ônibus Flecha Azul encerra uma linhagem que acompanhou várias gerações de passageiros. A saga teve início em 1954, quando a Cometa trouxe dos Estados Unidos 30 ônibus General Motors modelo Coach PD-4104. O desenho seguia o padrão americano e a carroceria era de alumínio.

Os ônibus americanos tinham motor Detroit Diesel e modernidades como ar-condicionado e suspensão a ar — um enorme avanço nos anos 50. A sigla pomposa logo deu lugar ao apelido Morubixaba, o nome tupi para cacique. Surgia um marco do transporte rodoviário.

Em 1973, o Morubixaba passou o cetro para o Dinossauro, feito pela Ciferal, com chassi Scania BR-115. A genética, porém, foi mantida: o desenho era inspirado no dos velhos GM Coach, mas com linhas mais retas e uma corcundinha no teto.

O Dinossauro foi produzido pela Ciferal até 1982. No ano seguinte a Cometa inaugurou em São Paulo a sua própria empresa de carrocerias: a Companhia Manufatureira Auxiliar (CMA). Nascia o Flecha Azul, último Cometa com DNA original. O modelo permaneceu em produção até 1998.

Aos poucos, os 280 Flecha ainda em atividade serão vendidos — a empresa os mantém em serviço por cerca de sete anos. A quem anda com idéias preservacionistas, um modelo 1995 sai por cerca de R$ 70 mil, enquanto os de 1989 saem por uns R$ 35 mil.

 

                                                     PUBLICAÇÕES DO SETOR                                                  

ACAV - Na edição 71 destacou o novo chassi Volkswagen 18.310OT chamado pela fábrica de Qéops. Segundo a revista 100 unidades foram adquiridas pela Pluma Conforto e Turismo e mais 20 pela Progresso, tradicional transportadora da região nordeste do Brasil.

REI DA ESTRADA - O domínio da marca Scania sobre o mercado de ônibus rodoviário do estado do Rio de Janeiro foi o destaque na edição de janeiro/fevereiro de 2004.

REVISTA ÔNIBUS - A edição 23 de novembro/dezembro de 2003 destacou a crise no transporte regular no Rio de Janeiro devido ao avanço do transporte pirata.

 

 

JORNAL DA PRINCESA - A edição de janeiro do informativo do Expresso Princesa dos Campos teve como destaque a renovação da frota da empresa (veja A FOLHA DO OMNIBUS 79).

CARGA & CIA - Na edição 53 de dezembro de 2003 a matéria "ônibus para as massas" comentando aspectos do Projeto Transmilênio da Colômbia. Na revista ainda notícias variadas sobre transporte coletivo de passageiros.

FROTA & CIA - Na edição 69 de novembro/dezembro de 2003 o Suplemento ônibus destacou a reação dos empresários e fabricantes a nova legislação de motores eletrônicos em vigor a partir de janeiro de 2004. 

JORNAL DA TARDE - Na edição de 28 de janeiro destacou no caderno Cidade o fato de pelo menos 170 troleybus estarem praticamente abandonados no pátio da SPTrans. Segundo técnicos, devido a constantes quedas na energia no último ano e o alto custo de manutenção os ônibus elétricos deixaram de ser uma opção viável para a cidade de São Paulo (SP). Por ora permanecem parados, uma boa parte deles ainda em perfeito estado de uso, praticamente novos. Mas...só por enquanto.

NOSTALGIA

REVISTA PARANÁ EM PÁGINAS - Em janeiro de 1973 a publicação contava a história da empresa Sulamericana (Curitiba PR) desde os primórdios destacando a importância da empresa na ligação entre Curitiba e o litoral paranaense (ligação atualmente feita pela Viação Graciosa que se originou da Sulamericana). Destaque na reportagem também para a empresa que de modo pioneiro criou a primeira ligação internacional do Brasil ainda em 1961 feita pelo veículo 40 (na reportagem embaixo à esquerda).
TOURING - Na edição 352 a 354(!) de outubro a dezembro de 1963 propaganda da Brasília Imperial que tinha matriz em Brasília e filiais em São Paulo e Rio de Janeiro (à direita). 

Já na edição 355 a 357 de janeiro a abril de 1964 o destaque foi a compra de mais 20 unidades do monobloco )321 pela TCB - Transportes Coletivos de Brasília (à esquerda).

CLUBUS

 ANIVERSARIANTES DO PERÍODO FEV/MARÇO (INÍCIO) 

Jairo Luiz Vidal - 08/03

Na última edição deixamos divulgar o aniversário de Leandro Stein no dia 23/12. Mesmo bem atrasados mandamos as felicitações a este associado do Omnibus.

Se você faz aniversário neste período e não teve seu nome relacionado atualize seus dados junto ao clube. 

FELICIDADES AOS ANIVERSARIANTES!!!

CORRESPONDÊNCIAS

1) " (...) eu gostaria fotos e características mecânicas de ônibus que trafegaram no Rio e em S.Paulo nos anos 50, inclusive interestaduais.  Se possível...." Edmundo - edmundoalmeida@aol.com

Prezado EDMUNDO: É um pedido bastante generalizado... se especificasse mais creio que algum amigo colecionador poderia lhe ajudar. Divulgo seu e-mail para que caso alguém possa atender seu pedido entre em contato diretamente.

2) "Temos um LPO ano 1976, carroceria Nielson Diplomata, que foi transformado em furgão de encomendas, e agora desejamos restaurar como ônibus, deixando-o na forma mais original possivel. Para tanto, precisamos encontrar principalmente, os equipamentos internos, como bancos, divisórias, e porta pacotes. Se alguém souber onde há algum exemplar deste modelo desativado, ou de algum ferro velho que possa ter estas peças e puder nos avisar, ficaremos agradecidos." - João Carlos / Viação Graciosa (Curitiba PR)

Prezado João Carlos: Esperamos que a divulgação na A FOLHA DO OMNIBUS possa ajudar a empresa a encontrar as peças solicitadas e preservar este veículo como parte da história da tradicional Viação Graciosa. Solicito aos amigos que lêem nosso informativo que entrem em contato conosco informando existência das peças solicitadas pela empresa através do e-mail omnibusdobrasil@yahoo.com.br.

3) "Olá !! Sou um grande admirador de ônibus e coleciono miniatuars, tenho hoje no meu acervo 50 miniaturas. Estou interessado em me associar com vocês no clube e gostaria de saber se vcs conhecem algum fabricante de ônibus brasileiros, no Brasil. Por favor me ajudem a aumentar a minha coleção. Abraço."  Valquirio G. Froehlich - quirio@terra.com.br

Prezado Valquirio: Existem diversos fabricantes mas não em escala industrial, geralmente os pedidos são sobre encomenda. Caso algum leitor tenha informações sobre fabricantes de miniaturas peço que entre em contato diretamente com o Valquirio. Um abraço!

4) "Oi tudo bem. Bom me interesso por ônibus e desenhos da Viação TCB. Não consigo encontrar nenhum site que contenha fotos deles, gosto muito de ônibus, principalmente dessa empresa, gostaria de saber onde posso encontrar fotos ou desenhos dessa empresa...principalmente do ônibus de 3 portas que fez sucesso na Av W3 Sul o da Viação TCB no ano de 1976/1977 que tinha pinturas de círculos azul e salmão com numeração 2000, 2004, 2013, 2022 ... e outro e monobloco Mercedes antigo da TCB também de pintura de símbolo na lateral azul degradê, de numeração 11-03, 12-08, 11-22, 11-11...no ano 1977. Caso alguém tenha fotos deles! Ou saiba site que possui fotos deles ou de ônibus do Distrito federal...quero fazer parte do grupo de Brasilia como posso me inscrever..." Claudia de Arruda Viana - klaudiao2003@hotmail.com  

Prezada Claudia: creio que possa conseguir o material solicitado escrevendo diretamente para a PLABUS Entre em contato nos telefones 61-9554-3974 (Delvanor) ou 61-937-2379 (Clébio), ou pelo e-mail plabus@pop.com.br, ou ainda pelo site http://www.eonibus.hpg.com.br. Mas estamos publicando na seção NOSTALGIA nesta edição algo que com certeza irá lhe agradar. Confira!

5) "Caro Osvaldo, reli hoje o artigo "verdades sobre Curitiba" [o leitor está se referindo à edição 78 da A FOLHA DO OMNIBUS], e realmente concordo sobre questões que são prioritárias para o transporte coletivo da cidade que vem antes de certos projetos que a prefeitura coloca em prática, simplesmente não dá para entender. Li também algumas sugestões no nº 81 do informativo a respeito do interbairros 1, e digo que a integração proposta pelo Leandro não é a ideal para esta linha, pois seria apenas em um dos extremos de uma linha circular, para apenas dizer que é integrada, e isto não cumpre o objetivo que é servir a todos os usuários. Minha proposta é um pouco mais complexa e cara, por isso mesmo não acho que a prefeitura realizaria. Trata-se da construção de dois novos terminais na cidade, justamente em dois opostos da linha interbairros 1, que seria o projeto abandonado do terminal do Pilarzinho e outro na confluência entre a av. Salgado Filho e a antiga Br-116, estes dois terminais viriam atender duas áreas que não tem terminais e seu acesso à RIT é precário. O Pilarzinho como já foi esclarecido é a última região sem integração, é onde a situação é pior e uma intevenção mais urgente se faz necessária, e um terminal no Prado Velho como proponho viria a atender o bairro do Uberaba e região, que tem um melhor acesso à RIT que o Pilarzinho, porém com os projetos de utilização do trecho urbano da Br-116 pela prefeitura creio ser oportuno a construção deste terminal para integração dessa região ao bi-articulado que deve circular aí, e a transformação dos convencionais que transitam na região em alimentadores, o interbairros 1 faria aí o outro ponto da integração, em dois opostos. Isto é apenas um esboço, há todo um aprofundamento para quem queira discutir melhor esta idéia, meu endereço é germanotriler@hotmail.com." Germano Robson Trierwailer - germanotriler@hotmail.com

Prezado Germano: Espero que a visita ao OMNIBUS DO BRASIL tenha lhe fornecido mais subsídios para seu trabalho acadêmico e agradeço suas contribuições/opiniões sobre nossa discussão a respeito do transporte coletivo curitibano. Fica mais uma vez o convite para integrar nosso grupo de discussão OMNIBUS-CURITIBA. Um abraço.